Você conhece sobre o slow design e o impacto que isso causa? Esse é um movimento alternativo à produção em larga escala, que estima pela diversidade, consumo consciente, reciclagem e utiliza matérias primas de produção local. Esse conceito se originou de outro movimento, o slow food, criado na Itália com o objetivo de promover bem estar, tanto dos indivíduos, como da sociedade e natureza.

Esse movimento respeita o tempo de produção,  fazendo com que os processos de desenvolvimento de produto sejam mais longos, o que garante em qualidade e mínimos impactos ambientais. Também valoriza o trabalho manual, como o artesanato e a técnica do designer no geral, o que resulta em produtos diferenciados que condizem com o seu preço, visto que leva em conta todos custos ao longo do processo.

Utiliza matérias-primas de produção local, valoriza a reciclagem e preocupa-se com a extensão da vida útil do produto final e tem como base a sustentabilidade.

“Não mudar de lugar a cem milhas por hora nos fará uma pouco mais fortes, mais felizes, ou sábios. Houve sempre mais no mundo do que os homens puderam ver, andou-se muito lentamente; eles verão que não é melhor ir rápido. As coisas realmente preciosas são pensadas e observadas, sem pressa. Não rápido como uma bala; um homem, se ele for verdadeiramente um homem, em nada se prejudicará por ir devagar; sua glória não reside em ir, mas em estar.” – John Ruskin

Gostou de saber um pouco mais sobre o Slow Design e suas características?! Então continua nos acompanhando para mais conteúdo!